Perto.







Os Olhares.
Cruzaram-se...
Buscavam um, o olhar do outro!
E de tanto procurar.
Encontram!
Nesse encontro de olhares...
De mãos.
De almas...
Nascia algo tão grande que as palavras são inúteis para explicar.
Perto dele.
Era menina feliz,
Caminhando livre por jardins floridos.
Perto dele.

Muita luz...
Cintilando de Amor.
Perto dele.
Muita força e muito calor...
Que aquece e protege!

Perto dele.

Ela se sente livre da loucura humana!

Perto dele Sempre.

5 comentários:

May Santos disse...

Adoro o jeitinho doce como você escreve ^^
Muito lindo!

Bjkas pra ti ^^
Saudades aqui deste cantinho!
Tudo tão diferente.... :P

Asas que ultrapassam os limites do Sol disse...

Acho que muitas vezes Sarah nos encontramos perto de mais, infelizmente hoje me sinto assim. Sabe quando você sente um xoque e pula de susto soltando o que segurava, assim que estou agora: SOLTA!
Fico feliz porque acredito que as coisas podem ser diferentes.
Hilda Freitas, Belém.

air max nike disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Paloma. disse...

bonitinho, sutil. (denovo) :)

karlla sínttya disse...

oi mas uma vez eu gostei muito das poemas q vc fes este entam é o meu:perto dele.eu axo q vc fes espesiaumente pr mim