Fanatismo RELIGIOSO

O fantismo Religioso é um distúrbio mental, além de ser também um problema social seríssimo. As pessoas que sofrem desse mal acreditam ser corretas, e que nós as pessoas sãs, estamos indo contra a lei de Deus.
Podemos dizer sem medo que são seres fracos e s
em personalidade que se deixam levar por essa lavagem cerébral e se tornam anti-humanos. Por que não prezam mais o lado verdadeiro da vida. A vida real para eles não existe mais.
Estava eu, procurando sobre esse assunto na internet, e achei opiniões e textos maravilhosos, considero de suma importância, que todos saibam e discutam sobre esse assunto.


Estou colocando aqui para vocês um dos t
extos que achei durante as minhas malucas
buscas por informação.



Fanatismo Religioso

As religiões, pelo seu caráter transcendental, foram, muito mais que a política, as grandes formadoras de adeptos fanáticos. Isso se explica porque a palavra fanatismo - do latim fanaticus -, que vem de fanum = templo, lugar consagrado, significa aquele que era o possuído pelo deus. Assim, fanatismo é a cega obediência a uma idéia, servida com zelo obstinado, até exercer violência para obrigar outros a segui-la e punir quem não está disposto a abraçá-la.

A conseqüência imediata do fanatismo religioso é o sectarismo, que encarcera a liberdade de consciência, pretendendo uma liberdade dirigida na espera do pensamento, que torna o homem escravo de postulados que lhe proíbem a expansão da alma pela idéia e pela razão.

O fanático é a antítese do herói e do entusiasta. Enquanto o herói e o entusiasta lutam por uma causa justa, o fanático assume uma atitude de intolerância às idéias alheias. O herói e o entusiasta podem até morrer pela causa que defendem, mas jamais o fazem para aumentar o número de prosélitos. O fanático, contrariamente, não recusa meios violentos e até cruéis para os conseguir.

Os atentados terroristas de 11 de setembro de 2001, nos Estados Unidos, em que os próprios homens se transformam em bombas, é digno de lembrança. Pergunta-se: o que está por trás dessa resolução? Não é o fanatismo religioso? Se um líder faz a nossa cabeça, dizendo-nos que praticando tal ato nós seremos arrebatados ao céu, a sua ordem será imediatamente colocada em prática.

E os Espíritas? Estão eles isentos do fanatismo?

Como o fanatismo está geralmente ligado ao dogmatismo, isto é, à crença numa verdade ou num sistema de verdades que, uma vez aceitas, não devem mais ser postas em discussão e rejeitam a discussão com outros, é possível que o Espírita esteja sendo fanático, sem o perceber.

Allan Kardec, por exemplo, em O Livro dos Médiuns, fala-nos dos médiuns que só querem receber um único Espírito, dos que não aceitam críticas em suas mensagens e daqueles outros que só querem pensar pela própria cabeça. Diz-nos ainda que essas são as causas da obsessão e da fascinação: o começo de um monoideísmo, uma idéia fixa.

Urge tomarmos consciência de nossas ações. Quantas não são as vezes que queremos impor as nossas idéias ao grupo que freqüentamos? Lembremo-nos do provérbio que diz: "Todo o excesso é prejudicial". Procuremos sempre o meio termo como nos aconselhava o filósofo Aristóteles, que colocava a virtude no meio, ou seja, entre o excesso para mais e o excesso para menos. Não a colocava como uma média, mas como o ponto de equilíbrio entre os excessos.

(Org. por Sérgio Biagi Gregório)

Retirado do site: CEISMAEL - Centro Espirita Ismael

http://www.ceismael.com.br/index.htm


Visite.(sem preconceitos "por ser um site espirita"... pois acima de tudo é um site de conteúdos maravilhosos e inteligentes.)



Abraço á todos.




Sarah Jorge

9 comentários:

Sonhos & melodias disse...

Menina, adorei seu blog!!! Visual lindo, textos maravihosos e com conteúdo. Parabéns, vou virar sua seguidora. Obrigada por visitar meu blog. Volte por lá sempre que quiser.
Bj

Jú Souza disse...

aah adorei o blog.
muuito engraçada a charge.

primeira vez aqui. beeijo *:

Mariane disse...

Tem um presente no Compartilhando Leituras feito por mim para você com muito carinho! Espero que goste...

:)

Anônimo disse...

Com certeza o fanatismo nas
religiões é prejudicial ao ser
humano.Bom tema esse que vc expõs.
Abç..Waleska.

Waleska Frota disse...

LIBERTE-SE CONTRA O FANATISMO.
VIVA A FE,MAS NAO SEJA CAPACHO DE
NENHUMA SEITA OU RELIGIAO.

Waleska Frota disse...

LIBERTE-SE CONTRA O FANATISMO.
VIVA A FE,MAS NAO SEJA CAPACHO DE
NENHUMA SEITA OU RELIGIAO.

Shiva Murah disse...

Frequentei uma religião fanatica por dez anos , e sofri muito , pois era condenado por ser quem eu era... falavam mal de mim pelas costas ,e muitos que não me conhecia pessoalmente já vinham me condenando... tinha gente que fazia coisas terríveis e nínguem falava nada... o fanático não condena o mal, eles condenam quem é diferente deles. O fanatismo é a forma de ignorancia mais renitente que existe!

Shiva Murah disse...

Fico muito grato por estarem levantando uma voz para falar desse mal, que é o fanatismo, ele acaba com familias , vidas são destruidas , e até mesmo o espirito é maculado por essa forma doentia de religião. O fanatico não mede suas ações , pode até matar em nome de suas crenças... mas esse assunto é como um taboo , ninguém tem coragem de se posicionar perante um louco com uma biblia debaixo do braço... NAMASTÊ!

Shiva Murah disse...

Frequentei uma religião fanatica por dez anos , e sofri muito , pois era condenado por ser quem eu era... falavam mal de mim pelas costas ,e muitos que não me conhecia pessoalmente já vinham me condenando... tinha gente que fazia coisas terríveis e nínguem falava nada... o fanático não condena o mal, eles condenam quem é diferente deles. O fanatismo é a forma de ignorancia mais renitente que existe!