Rômulo Sales

Asas para o Futuro...

Tenho um jeito fácil de alcançar
Mas é um jeito acomodado de pensar

Tenho...
Faca
Garfo
Prato

Comida,
Dinheiro barato
De comprar

Tenho um armário quebrado
Exposto todo o meu refúgio, o esconderijo

O mistério estava lá

Está sem casca de cicatriz pra disfarçar

Está sem grades e sem janelas

Ventos fracos,
Soprados
Buraco tapado,
Acabou

Não vi quem sou

Minha própria identidade me matou

Não sei que sou, não sei
O que sou é um menino

Infância calada,
Engasgada

Vestia uma farda que não queria usar

Era apertada e rasgada
Rasgava todo o modo de ver

O medo de viver
O jeito de querer
Sofrer porque não soube
Nem pôde falar
Só tem o futuro

E isso é tudo

Agora tem asas
E
Quer voar...




Autor: Rômulo Sales

Mais textos desse maravilhoso escritor, você encontrará no
RECANTO DAS LETRAS:
http://recantodasletras.uol.com.br/autores/rominbateatro



Deliciem-se com esse Maravilhoso escrito!!

Abraço Feliz!!!

Sarah Jorge

Um comentário:

top stocks disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.