O Vestido.




A menina de vestido azul.
Quando fecho os olhos a vejo...
Correndo.
Andando.
Parada.
Singela!
Iluminada por uma luz que cintila;
Parece dizer levezas com o corpo.
Faz parte de uma história não escrita.
Cabelos soltos ela é o que toda moça de vestido gostaria de ser...

Sem medo.
É guiada pelo vento...
Que descobre no cetim do seu vestido azul, algo mais profundo que o céu.

Um dia ela nasce.
Quem sabe?
E só assim, vamos perceber quem é...
A menina de vestido azul.


Texto: Sarah Jorge

5 comentários:

Paloma. disse...

Su-ti-le-za. É a palavra que palpita do início ao fim da leitura. E são palavras azuis mesmo! :D Eu gostei. Gostei da lógica: o que toda pessoa de vestido quer... :) Esse texto tem permissão pra voar!

Jéssica Cruz disse...

"Cabelos soltos ela é o que
toda moça de vestido gostaria de ser..."

liiindo *---*
porque essa historia não escrita, já é linda, rs.

Creitom de Souza disse...

Sarah, obrigado por seu comentário no Recanto das Letras, amei seu blog, e vou segui-lo... Parabéns por este texto lindo, vc tem uma maneira impar de escrever, sem se apegar a formas e regras. Continue assim....

hellenzitah disse...

oie! voltei ao seu lindo espaço.Que adoruh, alás! Sabe que me vi voando, enquanto lia seus escritos... Imprecionante: a leitura é bem isso né? Adorei, queria que essa menina nescesse em mimha alma, de vezes enquando pra que eu deixasse de ser tão monotona como adulta e tão chorona quando criança...
Abraço com asas, por sua causa, saiba...

hellenzitah disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.